A Divina Liturgia de São João Crisóstomo

https://portugalofmyheart.wordpress.com

PORTUGAL OF MY HEART

2111206.jpg

A Divina Liturgia

de São João Crisóstomo

MATINAS

Terminada a Prótese (preparação do pão e do vinho que, pela força inacessível do Espírito Santo, serão transformados no Corpo e Sangue de Cristo), o coro recita matinas (orthros), terminando com a Grande Doxologia.

GRANDE DOXOLOGIA

1. Glória a Ti que nos fizeste ver a verdadeira luz.

2. Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens a quem Ele ama.

3. Nós Te cantamos, nós Te bendizemos, nós Te adoramos, nós Te glorificamos, nós Te damos graças pela Tua imensa glória.

4. Senhor Deus, Rei dos Céus, Pai Todo Poderoso, Senhor Filho único Jesus Cristo e Espírito Santo.

5. Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai, Tu que tiras o pecado do mundo, tem piedade de nós, Tu que tiras o pecado do mundo,

6. Acolhe a nossa súplioca, Tu que estás sentado à direita do Pai, tem piedade de nós.

7. Só Tu és Santo, só Tu es Senhor, Jesus Cristo, para a glória de Deus Pai. Amen.

8. Cada dia Te bendirei e cantarei eternamente o Teu nome glorioso.

9. Tu és bendito, Senhor, Deus dos nosso pais, digno de louvor e glória eternamente. Amen.

10. Senhor, que a Tua misericórdia esteja sobre nós, segundo a esperança que desde sempre, depositámos em Ti.

11. Tu és bendito, Senhor: Ensina-me pelos Teus mandamentos. (x3)

12. Senhor, nosso Deus, que es o nosso refúgio, ensina-nos a fazer a Tua vontade; pois em Ti está a fonte de vida e á na Tua luz que vemos a luz.

13. Senhor, Tu que és o nosso refúgio de geração em geração, cura as nossas almas e tem piedade de nós que pecámos contra ti.

14. Concede a Tua misericórdia àqueles que Te conhecem.

15. Santo Deus, Santo Forte, Santo Imortal, tem piedade de nós. (x3)

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, agora e sempre e pelos séculos dos séculos. Amen.

Santo Imortal, tem piedade de nós.

Santo Deus, Santo Forte, Santo Imortal, tem piedade de nós.

APOLITÍQUIO

Hoje a salvação veio ao mundo inteiro. Cantemos Àquele que ressuscitou do túmulo, a verdadeira fonte da nossa vida. Pela Sua morte destruíu a morte, dando-nos a vitória e a grande misericórdia.

A DIVINA LITURGIA

Sacer: Bendito seja o reino do Pai, do Filho e do Espírito Santo, agora e sempre e pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen.

GRANDE LITANIA DE PAZ

Sacer: Em paz, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Para que Ele nos conceda a paz celeste

e a salvação das nossas almas, oremos

ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Para que reine a paz no universo, pela

prosperidade das Santas Igrejas de

Deus e pela união de todos, oremos ao

Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Por esta santa igreja e por todos os que

nela entram com fé, devoção e temor

de Deus, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Pelo nosso santo Metropolita N.,

pela venerável ordem dos presbíteros e

diáconos em Cristo, por todo o clero e

fiéis ortodoxos, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Por esta cidade, por todas as cidades e

países e pelos fiéis que aí vivem

na fé, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Pelos tempos favoráveis, pelos dias de

paz e pela abundância dos frutos da

terra, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Por aqueles que viajam por mar, terra e

ar, pelos doentes e aflitos, pelos

prisioneiros e pela sua salvação,

oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Para que sejamos afastados da aflição,

da tristeza, das vinganças do próximo,

de todos os perigos, doenças e

necessidades, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Invocando a nossa toda santa, pura,

bendita e gloriosa Soberana, a Teotócos

e sempre Virgem Maria, assim como

todos os Santos, entreguemo-nos todos

e cada um de nós, em cada instante da

nossa vida, a Cristo nosso Deus.

Coro: A Ti, Senhor.

Sacer: Pois a Ti pertencem toda a glória, honra

e adoração, Pai, Filho e Espírito Santo,

agora e sempre e pelos séculos dos

séculos.

Coro: Amen.

PRIMEIRA ANTÍFONA

Coro: Pelas intercessões da Teotócos, Salvador,

salva-nos. (x3, com versos intercalados; ou

o primeiro salmo dos Typiká)

PEQUENA LITANIA

Diác : Em paz, de novo, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Invocando a nossa toda santa, pura,

bendita e gloriosa Soberana, a Teotócos

e sempre Virgem Maria, assim como

todos os Santos, entreguemo-nos todos

e cada um de nós, em cada instante da

nossa vida, a Cristo nosso Deus.

Coro: A Ti, Senhor.

Sacer: (em voz baixa) Senhor nosso Deus,

Salva o Teu povo e abençoa a Tua herança.

Conserva a plenitude da Tua Igreja,

Santifica os que amam a glória e

magnificência da Tua casa. Concede-lhes

em troca a glória pelo Teu divino poder

e não nos abandones, que em Ti

depositamos a nossa esperança.

(Em voz alta) Pois a Ti pertencem o

poder, o Reino, a força e a glória, do

Pai, do Filho e do Espírito Santo, agora

e sempre e pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen.

SEGUNDA ANTÍFONA

Coro: Salva-nos, ó Filho de Deus, ressuscitado

dos mortos; nós te cantamos: Aleluia.

(x3 com versos intercalados; ou o segundo

Salmo dos Typiká)

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

agora e sempre e pelos séculos dos séculos.

Amen. Ó Filho Unigénito e Verbo de Deus,

que, sendo imortal, para a nossa salvação,

condescendeste em encarnar no seio da

Santa Teotócos e sempre Virgem Maria,

e sem alteração Te fizeste homem e foste

crucificado, ó Cristo nosso Deus, que pela

morte venceste a morte, pois Tu és Um da

Santíssima Trindade, glorificado com o Pai

e o Espírito Santo, salva-nos.

PEQUENA LITANIA

Diác : Em paz, de novo, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Invocando a nossa toda santa, pura,

bendita e gloriosa Soberana, a Teotócos

e sempre Virgem Maria, assim como

todos os Santos, entreguemo-nos todos

e cada um de nós, em cada instante da

nossa vida, a Cristo nosso Deus.

Coro: A Ti, Senhor.

Sacer: (em voz baixa) Tu que nos concedeste

a graça de Te oferecer estas unânimes

orações, e prometeste ouvir as súplicas

de dois ou três que se reunirem em Teu

nome. Tu, que neste momento, também

acolhes as orações dos Teus servos,

concede-nos, nesta vida, a graça de conhecer a

Tua verdade e, na outra, a vida eterna.

(Em voz alta) Pois a Ti pertencem o

poder, o Reino, a força e a glória, do

Pai, do Filho e do Espírito Santo, agora

e sempre e pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen.

TERCEIRA ANTÍFONA

(Apolitíquio ou tropário x 3, com versos intercalados; ou as Bem-Aventuranças))

PROCISSÃO DA PEQUENA ENTRADA

Sacer: (Em voz baixa) Senhor nosso Deus, Tu

que estabeleceste no céu falanges e

exércitos e anjos e arcanjos para o serviço

da Tua majestada, faz com que a nossa

entrada se associe à dos santos anjos

para que connosco eles celebrem e

glorifiquem a Tua bondade.

Sacer: Sapiência. De Pé.

Coro: Vinde, adoremos e prostremo-nos diante

de Cristo. Salva-nos, ó Filho de Deus,

ressuscitado dos mortos; nós Te cantamos:

Aleluia.

Coro: Tropários e contáquios do dia

Sacer: Oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: (Em voz baixa): Deus Santo, Tu que repousas

entre os Santos, Tu que és louvado pelos

Serafins que cantam o hino triplamente santo.

Tu que és glorificado pelos Querubins e adorado

por todos os poderes celestes, Tu que trouxeste

todas as coisas do nada para a existência, Tu que

criaste o homem à Tua imagem e

semelhança, Tu que o adornaste com todos

os dons da Tua graça, Tu que dás a quem

as pede sabedoria e inteligência, Tu que

jamais deprezas o pecador, mas que

estabeleceste o arrependimento para a

salvação, Tu que concedeste a nós, os

Teus humildes e indignos servidores,

podermos encontrar-nos neste mesmo

momento perante a glória do Teu santo altar,

e oferecer-Te a adoração e a glória que Te

são devidas: Tu mesmo, ó Mestre, aceita da

nossa boca de pecadores o hino triplamente

santo e olha para nós na Tua bondade.

Perdoa-nos toda a falta voluntária e

involuntária, santifica as nossas almas e

os nossos corpos, e encoraja-nos para

que possamos servir-Te em santidade

todos os dias da nossa vida. Pela

intercessão da Santíssima Teotócos

e de todos os Santos que Te foram

agradáveis em todos os séculos,

(Em voz alta) Pois Tu és santo, ó nosso Deus, e nós Te damos

glória, Pai, Filho e Espírito Santo, agora e

sempre

Diác: e pelos séculos dos séculos.

TRISÁGION

Coro: Amen.

Santo Deus, Santo Forte, Santo Imortal, tem

piedade de nós. (x3)

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

agora e sempre e pelos séculos dos séculos.

Amen. Santo Imortal, tem

piedade de nós.

Diác: Dynamis!

Coro: Santo Deus, Santo Forte, Santo Imortal, tem

piedade de nós.

LEITURA DA EPÍSTOLA

Diác: Estejamos atentos. Sapiência.

Leitor: (Lê os versos do Proquímeno)

Sacer: Sapiência.

Leitor: (Lê a Epístola)

Sacer: A paz esteja contigo, Leitor.

Coro: Aleluia (x3, com versos intercalados)

Sacer: (Secretamente) Senhor, Deus de

bondade, faz brilhar nos nossos

corações a luz incorruptível da Tua

sabedoria, ilumina a nossa inteligência

a fim de que compreendamos o

ensinamento do Teu Evangelho.

Infunde nas nossas almas o temor dos

Teus santos mandamentos a fim de que,

dominando as concupiscências da

carne, vivamos uma vida espiritual,

pensando e agindo em tudo de acordo

com a Tua vontade.

Pois Tu és a luz das nossas almas e dos

nossos corpos, ó Senhor Jesus, nosso Deus,

assim como o Teu Pai eterno e o Teu

Espírito Santo, bom e vivificante, agora

e sempre e pelos séculos dos séculos.

Sacer: Sapiência. De pé. Escutemos

o Santo Evangelho. A paz esteja

convosco.

Coro: E com o teu espírito.

Diác: Leitura do Santo Evangelho segundo N.

Coro: Glória a Ti, Senhor, glória a Ti.

Sacer: Estejamos atentos.

Diac: (Lê o Evangelho.)

Coro: Glória a Ti, Senhor, glória a Ti.

LITANIA INSISTENTE

Diác: Digamos com toda a nossa alma e

Com todo o nosso espírito:

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Senhor Todo-Poderoso, Deus dos

nossos pais, nós Te pedimos: escuta-

nos e tem piedade de nós.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Tem piedade de nós, ó Deus,

segundo a Tua grande misericórdia:

nós Te suplicamos: escuta-nos e tem

piedade de nós.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Oremos também pelos devotos

cristãos ortodoxos.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Oremos também pelo nosso Santo

Metropolita N.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Oremos pela venerável ordem dos

presbíteros e diáconos em Cristo, pelos

monges e por todos os fiéis ortodoxos.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Oremos pelos servos de Deus que

habitam esta cidade, pedindo a Deus

que lhes conceda a misericórdia, a vida,

a paz, a saúde, a salvação, a protecção

e a remissão dos seus pecados.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Oremos ainda por aqueles que oferecem

os seus dons e os seus bens a esta santa

e venerável igreja, por todos aqueles

que nela desempenham uma função,

por todos aqueles que nela canam, e

por todo o povo presente que confia na

Tua imensa misericórdia.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Oremos também pelos fundadores

Desta Santa Casa, por todos os nossos

pais e irmãos ortodoxos já falecidos.

Sacer: (Secretamente) Senhor nosso Deus,

digna-Te escutar esta fervorosa

súplica que Te dirigem os Teus servos.

Tem piedade de nós segundo a riqueza

da Tua bondade e derrama as Tuas graças

sobre nós e sobre o Teu povo que espera

de Ti a Tua grande misericórdia.

(Em voz alta) Pois Tu és um Deus

misericordioso que amas os homens, e nós

Te damos glória, Pai, Filho e Espírito

Santo, agora e sempre e pelos séculos dos

Séculos.

Coro: Amen.

Nós que misticamente representamos os

Querubins e cantamos à vivificante

Trindade o hino triplamente santo,

afastemos de nós todo o pensamento

mundano, a fim de acolhermos o Rei do

Universo.

Sacer: (Secretamente) Ninguém que esteja

dominado por concupiscência e pelos

prazeres da carne é digno de se

aproximar de Ti e de Te servir,

Rei da glória, porque o Teu serviço

é grande e temível, até para os poderes

celestes. No entanto, no Teu grande e

incomensurável amor por nós, fizeste-Te

homem, sem que a Tua natureza tenha

sido alterada ou modificada e Te

tornaste-Te o nosso Sumo Sacerdote; e

confiaste-nos, ó Criador de todas as coisas,

o poder sagrada de oferecer este sacrifício

litúrgico e incruento. Senhor nosso Deus,

só Tu reinas sobre o céu e a terra, só Tu

estás sentado sobre o Trono dos Querubins,

só Tu és o Senhor dos Serafins e o Rei de

Israel; só Tu és o Santo que repousa no

Santuário entre os Santos. Rogo-Te, pois,

a Ti que és bom e cheio de misericórdia,

que baixes o olhar sobre o pecador e

indigno servo que sou eu; purifica a minha

alma e o meu corpo de todos os pensamentos

impuros, e, uma vez que me revestiste da

graça do sarcerdócio, dá-me força para me

aproximar do santo altar e consagrar, pelo

poder do Espírito Santo, o Teu Corpo santo e

imaculado e o Teu sangue precioso. De

cabeça inclinada, peço-Te, Senhor, que não

afastes de mim a Tua face, nem me separes

do número dos Teus filhos, mas torna-me

digno a mim pecador e Teu indigno servo

de Te oferecer estes dons. Pois és Tu que

ofereces e és oferecido, és Tu que recebes e

distribuis, ó Cristo, nosso Deus, e nós Te

glorificamos a Ti, ao Teu Pai eterno e ao

Espírito Santo, bom e vivificante, agora e

sempre e pelos séculos dos séculos.

Amen.

Sacer: (Secretamente): Nós que misticamente…

Em voz baixa reza o Salmo 50.

PROCISSÃO DA GRANDE ENTRADA

Sacer: (Em voz alta): Que o Senhor nosso Deus

Se lembre de todos nós no Seu Reino, em

todo o tempo, agora e sempre e pelos

séculos dos séculos.

Coro: Amen,

Sacer: (Seguem as comemorações)

Coro: Amen.

Sacer: (Ao depositar no altar os santos dons,

diz em voz baixa) O nobre José,

tendo descido da Cruz o Teu puríssimo

corpo, envolveu-o num sudário imaculado,

embalsamou-o com aromas e colocou-o

num sepulcro novo.

(Incensando os santos dons) Abençoa a

Sião, segundo a Tua boa vontade; edifica

os muros de Jerusalém. Então Te agradarás

de sacrfícios de justiça, dos holocaustos e d

as ofertas queimadas; então se oferecerão

novilhos sobre o Teu altar.

Coro: Invisivelmente escoltado pelas hostes

angélicas. Amen.

LITANIA DO OFERTÓRIO

Diác: Completemos a nossa oração ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Para que abençoe os dons precisosos

que foram oferecidos, oremos ao

Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Por esta venerável igreja e por todos

aqueles que nela entram com dé,

devoçåo e temor de Deus, oremos ao

Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Para que nos livre de toda a aflição,

inimizade, perigo e necessidade,

oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Peçamos ao Senhor que este dia inteiro

seja perfeito, santo, vivido em paz e

sem pecado.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor um anjo de paz,

guia fiel e guardião das nossas almas e

dos nossos corpos.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor o perdão dos nossos

pecados e das nossas ofenças

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor aquilo que é bom e

útil e que a paz reine no universo.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor a graça

de passarmos o resto da nossa vida na paz

e na penitência.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor uma morte cristã e

serena, sem dores nem vergonhas, e

uma boa defesa perante o temível

tribunal de Cristo.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Invocando a nossa toda santa, pura,

bendita e gloriosa Soberana, a Teotócos

e sempre Virgem Maria, assim como

todos os Santos, entreguemo-nos todos

e cada um de nós, em cada instante da

nossa vida, a Cristo nosso Deus.

Coro: A Ti, Senhor.

Sacer: (em voz baixa) Senhor, Deus

omnipotente, Tu que és o único Santo,

que aceitas o sacriício de louvor

daqueles que Te invocam de todo o

coração, digna-Te acolher estas súplicas

que Te dirigimos, nós pecadores, e

eleva-as ao Teu santo altar. Faz-nos

dignos de Te oferecer dons e sacrifícios

espirituais pelos nossos próprios pecados

e pelos erros do Teu povo. Dá-nos a graça

de sermos gratos para que Te agrade

o nosso sacrifício e que a graça do Teu

Espírito de bondade, fonte de graça,

desça sobre nós, e sobre estas dádivas

que Te oferecemos e sobre todo o Teu

povo.

(Em voz alta) Pela misericórdia do Teu

Filho Unigénito, com o qual és bendito,

assim como o Teu Espírito Santo, Bom

e Vivificante, agora e sempre e pelos

séculos dos séculos.

Coro: Amen.

Sacer: A paz esteja convosco.

Coro: E com o teu espírito.

Sacer: Amemo-nos uns aos outros para que,

em comunhão de espírito, confessemos:

Coro: Pai, Filho e Espírito Santo, Trindade

consubstancial e indivisível.

Sacer: (Em voz baixa) Amar-Te-ei, Senhor,

minha fortaleza: Tu és o meu refúgio e

a minha salvação.

Diác: As portas, as portas! Estejamos atentos

com sapiência.

CREDO

Todos: Creio em um só Deus, Pai Todo-

Poderoso, Criador do Céu e da terra,

de todas coisas visíveis e invisíveis.

Creio em um só Senhor, Jesus Cristo,

Filho único de Deus, nascido do Pai

antes de todos os séculos: Luz de Luz,

Deus verdadeiro de Deus verdadeiro,

gerado, não criado, consubstancial ao

Pai, por quem todas as coisas foram

feitas. E por nós, homens, e para nossa

salvação, desceu dos céus, e encarnou

pelo Espírito Santo, no seio da Virgem

Maria e Se fez homem. Também por

nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;

padeceu e foi sepultado. Ressuscitou

ao terceiro dia, conforme as Escrituras;

e subiu aos céus, onde está sentado à

direita de Deus Pai. De novo há-de-vir

cheio de glória, para julgar os vivos e

os mortos, e o Seu Reino não terá fim.

Creio no Espírito Santo, Senhor e Fonte

da vida, que procede do Pai, e com o Pai

e o Filho é juntamente adorado e

glorificado. Foi Ele que falou pelos

profetas.

Creio na Igreja Una, Santa,

Católica e Apostólica. Reconheço um

só baptismo para a remissão dos pecados,

espero a ressurreição dos mortos e

a vida do mundo que há-de-vir. Amen

ANÁFORA EUCARÍSTICA

Diác: De pé, com atenção, respeito e temor,

para oferecernos em paz a Santa

Oblação.

Coro: Dom de paz, sacrifício de louvor.

Sacer: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo,

O amor de Deus Pai e a comunhão do

Espírito Santo estejam sempre convosco.

Coro: E com o teu espírito.

Sacer: Corações ao alto.

Coro: Nós os elevamos ao Senhor.

Sacer: Demos graças ao Senhor.

Coro: É digno e justo.

Sac: (Em voz baixa) É verdadeiramente digno

e justo que Te cantemos, Te bendigamos,

Te louvamos, Te demos graças e Te

adoremos sempre e em toda a parte.

Pois Tu és um Deus inexprimível,

incompreensível, invisível, inacessível,

Deus eterno e imutável, Tu e o Teu Filho

Único e o Teu Espírito Santo; foste Tu

que do nada nos trouxeste à vida e que

nos levantaste depois de termos caído

no pecado e não cessaste de fazer tudo

para nos elevares ao céu, concedendo-

nos a graça do Teu Reino futuro. Por

tudo isto nós Te damos graças a Ti,

ao Teu Filho Único e ao Teu Espírito

Santo, por todos os benefícios

conhecidos ou ignorados de nós, por

todos os dons visíveis e invisíveis

que derramaste sobre nós.

Nós Te damos graças também por esta

Santa Liturgia que Te dignaste receber

das nossas mãos, Tu que és servido por

multidões de Arcanjos e de Anjos, pelos

Querubins e Serafins com seis asas,

com olhos inumeráveis, voando nas

alturas celestes.

Sacer: (Em voz alta) Cantando, clamando

e gritando o hino de triunfo,

dizendo:

Coro: Santo, Santo, Santo é o Senhor

Sabaoth. Os céus e a terra estão

cheios da Tua glória. Hossana

nas alturas. Bendito Aquele que vem

em nome do Senhor. Hossana

nas alturas.

Sacer: (Em voz baixa) Com estes poderes

benditos, Mestre e Amigo do homem,

nós também elevamos a voz e dizemos:

Santo e santíssimo és Tu, magnífica é

a Tua glória. Tu que amaste tanto o

mundo que nos ofereceste o Teu Filho

Único, a fim de que aquele que nEle

acreditar não morra, mas tenha a vida

eterna. Ele veio e cumpriu inteiramente

o Teu plano salvífico a nosso respeito.

Na noite em que foi entregue, ou, antes,

Se entregou Ele mesmo pela vida do

Mundo, tomou o pão nas Suas santas,

puras e imaculadas mãos, deu graças,

abençoou-o, santificou-o, partiu-o e

deu-o aos Seus santos discípulos e

apóstolos, dizendo:
(Em voz alta) Tomei e comei; isto é

o Meu corpo, partido por vós, para a

remissão dos pecados.

Coro: Amen.

Sacer: (Em voz baixa) De igual modo, no fim

Da Ceia, tomou o cálice, dizendo:

(Em voz alta) Bebei todos dele: isto é

o Meu sangue da Nova Aliança,

derramado por vós e por muitos, para

a remissão dos pecados.

Coro: Amen.

EPICLESE

Sacer: (Em voz baixa) Lembrando, pois, este

mandamento e tudo quanto foi feito

para a nossa salvação: a Cruz, o

Sepulcro, a Ressurreição ao terceiro

Dia, a Ascenção aos céus, o Trono

à direita do Pai, a segunda e gloriosa vinda,

(Em voz alta) Aquilo que é Teu,

recebendo-o de Ti, nós To oferecemos por

todos e por tudo.

Coro: Nós Te cantamos, nós Te bendizemos,

Nós Te damos graças, Senhor, e nós Te

suplicamos, nosso Deus.

Sacer: (Em voz baixa) Nós Te oferecemos

ainda este sacrifício espiritual e incruento

e Te pedimos e suplicamos: envia o Teu

Espírito Santo sobre nós e sobre os dons

aqui presentes. E faz deste pão o corpo

precioso do Teu Cristo.

Diác: Amen.

Sacer: E do que contém este cálice, o sangue

precioso do Teu Cristo.

Diác: Amen.

Sacer: Mudando-os pelo poder do Teu Espírito

Santo.

Diác: Amen. Amen. Amen.

Sacer: A fim de que eles se tornem para aqueles

que os recebem a purificação da alma, a

remissão dos pecados, a comunhão do

Teu Espírito Santo, a plenitude do Reino

dos céus, a confiança diante de Ti, mas

não o julgamento ou condenação.

Nós Te oferecemos ainda este culto

espiritual por aqueles que encontraram

o repouso na Fé: os Antepassados, os

nossos Pais, os Patriarcas, os Profetas,

os Apóstolos, os Pregadores, os Evangelistas,

os Mártires, os Confessores, as Virgens e por

todo o espírito justo falecido na Fé;

Sacer: (Em voz alta) E, especialmente, pela

nossa santíssima, puríssima, bendita

e gloriosa Soberana, a Teotócos e

sempre Virgem Maria.

Coro: Verdadeiramente é digno que te bendigamos,

Teotócos, sempre bendita e imaculada, e a

Mãe do Nosso Deus. Mais venerável que

os Querubins, e incomparavelmente mais

gloriosa que os Serafins, sem corrupção

deste à luz o Verbo de Deus, Teotócos

verdadeira, nós te magnificamos.

Sacer: (Em voz baixa) Pelo Santo Profeta e

Precursor Joåo Baptista, pelos Santos e

Gloriosos Apóstolos, por Santo N., cuja

memória celebramos hoje e por todos os

Santos, por cujas orações, digna-Te,

Senhor, visitar-nos. Lembra-te ainda dos

que adormeceram na esperança da

ressurreição e da vida eterna, e concede-

lhes o repouso no lugar onde resplandece

a luz da Tua face.

Suplicamos-Te ainda, Senhor, que Te lembres

de todo o episcopado ortodoxo que proclama

fielmente a palavra da Tua verdade, de todo o

presbiterado e diaconado em Cristo e de todo

o clero.

Oferecemos-Te ainda este sacrifício de

adoração pelo mundo inteiro, pela Igreja

Santa, Católica e Apostólica, por todos os

fiéis que levam uma vida pura e digna, pela

nossa pátria e os seus governantes: concede-

lhes, Senhor, que governem em justiça, para

que, na tranquilidade que eles nos

assegurem, possamos levar uma vida em paz,

na piedade e na santidade.

(Em voz alta) Senhor, lembra-Te em primeiro

lugar do nosso Metropolita N, concedendo-lhe

que, na Tua Santa Igreja, ele viva em paz, cheio

de virtudes, de honra e de saúde; dá-lhe uma

longa vida vivida na santidade, para que

proclame a palavra da Tua verdade.

O Diácono, junto das Portas Reais, lê os Dípticos dos

Vivos e conclui, em voz alta, voltando-se para o povo:

Diác: Lembra-Te ainda de todos aqueles em quem

pensa cada um de nós, e lembra-Te de todos

e de todas.

Coro: De todos e de todas.

Sacer: (Em voz baixa) Lembra-Te, Senhor, desta

cidade onde vivemos e de todas as cidades e

aldeias e de todas aqueles que aí vivem na Fé.

Lembra-Te, Senhor, de todos aqueles que

viajam por mar, terra e ar, dos doentes, dos

aflitos, dos prisioneiros, de todos aqueles que

sofrem e concede-lhes a salvação. Lembra-Te,

Senhor, de todos aqueles que trazem os frutos

da terra e praticam o bem nas Tuas santas

igrejas, daqueles que cuidam dos pobres;

sobre todos nós derrama a Tua misericórdia.

(Em voz alta) E concede-nos aclamar e

glorificar de uma só voz e um só coração o

nome glorioso e sublime do Pai, do Filho e

do Espírito Santo, agora e sempre e pelos

séculos dos séculos.

Coro: Amen.

Sacer: Que a misericórdia do nosso Deus cheio

de majestade e Salvador Jesus Cristo esteja

sempre convosco.

Coro: E com o teu espírito.

Diác: Tendo invocado todos os Santos, de novo

e em paz oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Pelos preciosos dons que foram oferecidos

e santificados oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Para que o Senhor, aceitando-os no Seu

santo altar nas alturas, como um perfume

de espiritual suavidade, nos conceda em

troca a Sua divina graça e o dom do

Espírito Santo, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Para que sejamos afastados da aflição,

da tristeza, das vinganças do próximo,

de todos os perigos, doenças e

necessidades, oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Peçamos ao Senhor que este dia inteiro

seja perfeito, santo, vivido em paz e

sem pecado.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor um anjo de paz,

guia fiel e guardião das nossas almas e

dos nossos corpos.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor o perdão dos nossos

pecados e das nossas ofenças

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor aquilo que é bom e

útil e que a paz reine no universo.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor a graça

de passarmos o resto da nossa vida na paz

e na penitência.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Peçamos ao Senhor uma morte cristã e

serena, sem dores nem vergonhas, e

uma boa defesa perante o temível

tribunal de Cristo.

Coro: Concede, Senhor.

Diác: Nós que pedimos pela unidade da Fé e

da Comunhão do Espírito Santo,

entreguemo-nos todos e cada um de

nós, em cada instante da nossa vida, a

Cristo, nosso Deus.

Coro: A Ti, Senhor.

Sacer: Torna-nos dignos, Senhor, de

ousarmos, com toda a confiança e sem

perigo de condenação, invocar-Te

como Pai a Ti que está nos céus e Te

dizer:

PAI NOSSO

Todos: Pai nosso, que estás nos céus.

santificado seja o Teu nome. Venha a

nós o Teu Reino, seja feita a Tua

vontade, assim na terra como no céu.

O pão nosso de cada dia nos dá hoje;

perdoa-nos as nossas dívidas, assim

como nós perdoamos aos nosso

devedores; e nåo nos deixes cair em

tentação, mas livra-nos do Mal.

Sacer: Pois a Ti pertencem o Reino, o poder

e a glória, Pai, Filho e Espírito Santo.

agora e sempre e pelos séculos dos

séculos.

Coro: Amen.

Sacer: A paz esteja convosco.

Coro: E com o teu espírito.

Sacer: Inclinemos a cabeça diante do

Senhor.

Coro: Diante de Ti, Senhor.

Sacer: (Em voz baixa) Nós Te damos

graças, Rei invisível, a Ti que pelo

Teu poder infinito tudo criaste e que

pela Tua infinita misericórdia tudo

trouxeste do nada à vida; Mestre,

baixa o olhar do alto dos céus sobre

aqueles que inclinam a cabeça não

diante da carne e do sangue mas

diante de Ti, o Senhor temível.

Reparte, Mestre por todos nós,

estes dons para o nosso bem,

segundo a necessidade de cada

um; acompanha todos aqueles

que viajam por mar, terra e ar,

cura os enfermos, ó Médico das

nossas almas, e dos nossos corpos.

(Em voz alta) Pela graça, misericórdia

e amor pelos homens do Teu Filho

Único, com o qual és bendito com o

Espirito Santo, bom e vivificante,

agora e sempre e pelos séculos dos

séculos.

Coro: Amen.

Sacer: (Em voz baixa) Senhor Jesus Cristo,

Nosso Deus, do alto da Tua santa

morada e do glorioso trono de glória

do Teu Reino, baixa o olhar sobre

nós e vem santificar-nos, Tu que

estás sentado à direita do Pai e

estás aqui invisivelmente presente

connosco. Digna-Te distribuir-nos

pela Tua mão poderosa, o Teu corpo

imaculado e o Teu sangue precioso,

e, por nosso intermédio, a todo o

Teu povo.

Diác: Estejamos atentos.

Sacer: Os santos dons aos santos.

Coro: Um só é Santo, um só é o Senhor,

Jesus Cristo, para a glória de Deus Pai.

Amen.

CÂNTICO DA COMUNHÃO

Coro: Louvai ao Senhor dos céus, louvai-O

nas alturas. Aleluia.

(Varia segundo a Typikon)

Sacer: (Secretamente) O Cordeiro de Deus é

partido e distribuido; é partido mas

não dividido, comido mas nunca

consumido, santificando aqueles

que O recebem em comunhão.

A plenitude do Espírito Santo.

Bendito seja o fervor dos Teus Santos,

agora e sempre e pelos séculos dos

séculos. Amen.

Creio e confesso, Senhor, que Tu és,

em verdade, o Cristo, Filho de Deus

vivo, vindo a este mundo para salvar

os pecadores, dos quais eu sou o

primeiro. Creio também que estes

dons são o Teu puríssimo corpo e o

Teu sangue precioso. Peço-Te,

pois: tem piedade de mim e perdoa-

-me todas as faltas voluntárias e

involuntárias, cometidas por palavras

e actos, consciente ou inconscientemente

e torna-me digno de participar, sem

incorrer em condenação, nos Teus

puríssimos mistérios, para a remissão

dos pecados e para a vida eterna.

Amen.

Eis que caminho para a Santa

Comunhão. Ó Criador, não me

queimes por esta minha participação,

pois és fogo que queima os indignos.

Peço-Te que limpes os meus pecados.

Na Tua Ceia Mística, Ó Filho de

Deus, recebe-me neste dia; eu não

desvendarei o Teu Mistério aos

Teus inimigos, e não Te darei

um beijo como Judas, mas

como o ladrão Te confesso: lembra-

-Te de mim, Senhor, no Teu Reino.

Vendo o sangue divino, teme, ó homem,

pois é carvão que queima os indignos.

É o corpo de Deus que me diviniza e

alimenta; diviniza o espírito e alimenta

a mente misticamente.

Ó Cristo, Tu transformaste-me com

o Teu amor divino. Rogo-Te que queimes

com o fogo espiritual os meus pecados

e que me tornes digno da Tua divina

felicidade para que, rejubilando na

Tua bondade, Te possa magnificar

nas Tuas duas vindas.

Nas luminosas falanges dos Teus

Santos, como posso eu, que sou

Indigno, entrar? Se me atrevo a entrar

na festa, o meu traje trair-me-á, pois

não é próprio para as bodas e,

descoberto, serei expulso pelos anjos.

Purifica, Ó Senhor, a minha alma e

salva-me pela Tua misericórdia.

Senhor misericordioso, Jesus Cristo,

meu Deus, que esta Santa Comunhão

não sirva para a minha condenção,

mas sim para a purificação e santificação

da minha alma e do meu corpo, para que

eu seja digno da vida eterna e do Teu

Reino, pois é bom que eu esteja perto

de Deus e que confie ao Senhor a

esperança da minha salvação.

Comungando o Santíssimo Corpo, diz:

A mim, indigno sacerdote N. é dada a

comunhão do precioso e santíssimo

corpo do nosso Senhor e Deus e

Salvador, Jesus Cristo, para a

remissão dos meus pecados e

para a vida eterna.

(O diácono comunga o Santíssimo Corpo

a seguir ao sacerdote)

Comungando do Cálice, diz:

A mim, indigno sacerdote N. é dada a

comunhão do precioso e santíssimo

sangue do nosso Senhor e Deus e

Salvador, Jesus Cristo, para a

remissão dos meus pecados e

para a vida eterna.

(O diácono comunga do Santo Cálice

a seguir ao sacerdote)

Isto tocou os meus lábios;

as minhas iniquidades

serão purificadas e os meus

pecados serão perdoados.

Diác: Tendo testemunhado a

Ressurreição de Cristo,

inclinemo-nos diante do

Senhor Jesus, o Único sem

pecado. Diante da Tua Cruz,

ó Cristo, nós prostramo-nos e a

Tua Santa Ressurreição

adoramos e glorificamos,

pois Tu és o nosso Deus, e

não conhecemos outro além

de Ti, e o Teu nome invocamos:

Vinde todos os fiéis, adoremos

a Santa Ressurreição de Cristo;

pois pela Cruz chegou a alegria

ao mundo. Bendizendo sempre

o Senhor, adoremos a Sua

Ressurreição, pois por nós

suportou a Cruz, e pela Sua

morte venceu a morte.

Resplandece, resplandece,

Ó nova Jerusalém, pois a glória

do Senhor brilhou sobre ti.

Exulta agora e alegra-te, Sião, e

tu, ó pura Teotócos, rejubila na

Ressurreição dAquele a quem

deste à luz.

Quão divina, quão amiga, quão

doce é a Tua voz, ó Cristo; pois

prometeste-nos fielmente que

estarás connosco até ao fim dos

séculos. Tendo isto como âncora

de esperança, nós os fiéis rejubilamos.

Ó Cristo, grande e santíssima Páscoa;

Ó Sapiência, Verbo e Poder de Deus;

Concede que possamos dignamente

participar em Ti no dia sem ocaso

do Teu Reino.

COMUNHÃO DOS FIÉIS

Sacer: (Em voz alta) Aproximai-vos com fé,

Caridade e temor de Deus.

Coro: Bendito Aquele que vem em nome

do Senhor. O Senhor é Deus e Ele

Se nos manifestou.

Ao dar a comunhão a cada fiel, o sacerdote

diz:

Sacer: O servo de Deus N. comunga o

Precioso e santíssimo Corpo e

Sangue do nosso Senhor e Deus

e Salvador Jesus Cristo para a

remissão dos pecados e a

vida eterna.

Durante a Comunhão, o coro canta:

Coro: Na Tua Ceia Mística, Ó Filho de

Deus, recebe-me neste dia; eu não

desvendarei o Teu Mistério aos

Teus inimigos, e não Te darei

um beijo como Judas, mas

como o ladrão Te confesso: lembra-

-Te de mim, Senhor, no Teu Reino.

Ou então

Coro: O Corpo de Cristo tomai; da Fonte de

Imortalidade bebei. Aleluia.

Sacer: Salva, Senhor, o Teu povo e

abençoa a Tua herança.

Coro: Nós vimos a verdaderia luz,

nós recebemos o espírito celeste.

Nós encontrámos a fé verdadeira,

adorando a indivisível Trindade,

pois Ela nos salvou.

Sacer: (Em voz baixa) Sê exaltado, Ó

Deus, acima dos céus, e a Tua

glória resplandecerá sobre o

universo.

Bendito seja o nosso Deus

(Em voz alta) agora e sempre

e pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen. Que os nossos lábios

estejam cheios do Teu louvor,

ó Senhor, para cantarmos a

Tua glória, pois Tu nos tornaste

dignos de participar nos Teus

mistérios santos, divinos, imortais

e vivificantes. Conserva-nos na

Tua santidade, a fim de que,

durante todo o dia, contemplamos

a Tua justiça. Aleluia.(x3)

Diác: De pé. Tendo participado nos

Mistérios santos, divinos, puros,

imortais, celestes e vivificantes,

agradeçamos dignamente ao

Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Protege-nos, salva-nos, tem piedade

de nós e defende-nos, Senhor, pela

Tua graça.

Coro: Kyrie eleison.

Diác: Tendo pedido que este dia inteiro

seja perfeito, santo, vivido em paz

e sem pecado, entreguemo-nos todos

e cada um de nós, em cada instante

da nossa vida, a Cristo, nosso Deus.

Coro: A Ti, Senhor.

Sacer: (Secretamente) Nós te damos graças.

Senhor e Amigo do homem, benfeitor

das nossas almas, por nos teres, neste

dia, tornado dignos dos Teus celestes

e imortais Mistérios. Orienta o nosso

caminho, confirma-nos no Teu temor,

vela pela nossa vida e consolida os

nossos passos, pelas orações e

intercessões da gloriosa Teotócos e

sempre Virgem Maria e de todos os

teus Santos.

(Em voz alta) Pois Tu és a nossa

santificação, e nós Te damos glória,

Pai, Filho e Espírito Santo, agora e

sempre e pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen.

DESPEDIDA E BÊNÇÃO FINAL

Sacer: Retiremo-nos em paz.

Coro: Em nome do Senhor.

Sacer: Oremos ao Senhor.

Coro: Kyrie eleison.

Sacer: Senhor, que Te dignas abençoar

aqueles que Te bendizem e que

santificas aqueles que esperam

em Ti, salva o Teu povo e

abençoa a Tua herança; conserva

a plenitude da Tua Igreja, santifica

aqueles que amam a beleza da Tua

casa e concede-lhes, em troca,

a glória, pelo Teu divino poder e

não nos abandones a nós que em Ti

depositamos toda a nossa esperança.

Concede a paz ao Teu universo, às Tuas

Igrejas, aos Teus sacerdotes, àqueles

que nos governam,e a todo o Teu povo.

Pois todos os bens e todos os dons

excelentes vêm dos céus e provêm

de Ti, ó Pai das luzes, e nós Te damos

graças e glorificamos e adoramos o Pai,

o Filho e o Espírito Santo, agora e

sempre e pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen. Bendito seja o nome do

Senhor, agora e sempre e pelos

séculos dos séculos. (x3)

Sacer: (Em voz baixa) Ó Cristo nosso Deus,

plenitude da Lei e dos Profetas, Tu que

cumpriste integralmente o desígnio

do Pai em ordem à nossa salvação,

enche os nossos corações de alegria e

de júbilo, em todo o tempo, agora e

sempre, e pelos séculos dos séculos.

Amen.

(Em voz alta) A bênção do Senhor,

pela Sua divina graça e pelo Seu

amor pelos homens, desça sobre vós,

em todo o tempo, agora e sempre e

pelos séculos dos séculos.

Coro: Amen.

Sacer: Glória a Ti, ó Cristo nosso Deus e

Nossa esperança, glória a Ti.

Coro: Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito

Santo, agora e sempre pelos séculos

dos séculos. Amen.

Kyrie eleison. (x3) Mestre, dá-nos a

tua bênção.

Sacer: Que Cristo nosso verdadeiro Deus,

ressuscitado dentre os mortos, pelas

orações da Sua toda pura e santíssima

Mãe, pelo poder da Cruz preciosa e

vivificante, pela protecção dos

honoráveis poderes celestes imateriais,

pelas intercessões do venerável, glorioso

Profeta, Precursor e Baptista João, dos

santos, gloriosos e louvados Apóstolos,

dos santos, gloriosos e triunfantes

Mártires, dos nossos veneráveis Pais e

Mães que brilharam na vida ascética,

que levam a Deus no seu coração, do

nosso Pai entre os Santos Joåo Crisóstomo,

Arcebispo de Constantinopla, dos santos

e justos antepassados de Deus Joaquim e

Ana, de São Nectário, de São Gregório, de

Santo N., cuja memória celebramos hoje,

e de todos os Santos, tenha piedade de nós

e nos salve, pois Ele é bom e ama os

homens.

Pelas orações dos nossoa santos padres,

Senhor Jesus Cristo nosso Deus, tem

piedade de nós.

Coro: Amen.

VOLTAR

© 2001 Igreja Ortodoxa Grega de Portugal

Paróquia de São Nectário e São Gregório V

(Patriarcado Ecuménico de Constantinopla)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s